Pagamento de empréstimos poderá ser suspenso para aposentados e pensionistas

A situação dos aposentados atingidos pelas enchentes no RS é desesperadora e a suspensão dos empréstimos proporcionaria um alívio temporário.

Devido às enchentes no Rio Grande do Sul, um projeto propõe a suspensão por 180 dias dos pagamentos de empréstimos para aposentados e pensionistas do Regime Geral de Previdência Social (RGPS). A medida inclui também créditos consignados de servidores públicos federais e seus pensionistas no estado. Esse projeto, de autoria do senador Paulo Paim (PT-RS), será discutido na próxima reunião da Comissão de Assuntos Sociais (CAS).

O PL 815/2024 está na pauta da CAS, juntamente com outras propostas, e busca ampliar a suspensão dos empréstimos também para beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e outros programas federais de transferência de renda. A relatora, senadora Zenaide Maia (PSD-RN), destacou em seu parecer favorável que os valores médios dos benefícios são baixos, dificultando a sobrevivência dos idosos, especialmente em tempos de crise.

Zenaide argumentou que a situação dos aposentados atingidos pelas enchentes é desesperadora e que a suspensão dos empréstimos proporcionaria um alívio temporário. Ela enfatizou a necessidade urgente desses cidadãos de cobrir custos médicos, alimentação e moradia, ressaltando que, no final do mês, muitos acabam recorrendo a empréstimos para sobreviver.

A senadora propôs um substitutivo permitindo que todos os aposentados, pensionistas e beneficiários do BPC ou de programas federais solicitem a suspensão dos pagamentos até 31 de dezembro de 2024. Após o requerimento, os pagamentos seriam suspensos por 180 dias, oferecendo um alívio financeiro em meio às dificuldades atuais.

Fonte: Agência Senado

Essa notícia foi publicada originalmente em: Aposentados e pensionistas do RS podem ter 180 dias de carência nos empréstimos — Senado Notícias